De volta ao prazer



Click to Download this video!
Autor

Sou Cecilia separada e com 43 anos.
Tenho dois filhos e que moram comigo e são uns amores.
Moro na grande São Paulo, uma cidade de loucos mas eu amo tudo aqui.
Como não tinha nada pra fazer resolvi voltar a trabalhar, sou manicure e pedicure.
Um amigo gay me convidou e fui atender as pessoas em seu salão muito chiche e bem frequentado.
Nos primeiros dias tudo normal mas um dia a coisa começou a esquentar, tive que cuidar de um garoto modelo de 18 anos, uma gracinha.
Fiz as unhas e massagem facial mas o serviço era completo e tinha que fazer a depilação.
Neste dia estava só eu e meu amigo gay dono do salão mas ele não podia fazer por já está com a agenda cheia.
Nunca tinha depilado um homem na vida mas eu era profissional e assim fiz.
Na cabine o garoto ficou nu, que corpo lindo e que rola, mesmo mole era uma delicia.
Comecei o procedimento e o garoto gemia de dor na puxada da cera, quem se depila sabe que doe mesmo.
Deixei ele bem limpinho e fui fazer a finalização, com pinças especiais a gente tira tudinho mesmo.
Neste momento o garoto se excitou a sua rola ficou dura, nunca tinha visto uma pica assim, grande, dura e muito linda, claro que fiquei molhadinha mas não podia fazer nada.
O garoto era safado e pegou na minha mão e levou até sua pica, mesmo sem graça mas querendo muito fazer aquilo comecei uma punheta naquela piroca.
Passei uma toalha para tirar o óleo e mamei.
Pedi para ele fazer silêncio e chupei com vontade até receber varias golfadas de porra na boca que engoli tudo me lembrando do tempo da escola onde eu era a boqueteira oficial e chupava vários amigos.
Me recompus e o garoto pagou e se foi, meu amigo não desconfiou de nada.
A tarde o garoto me ligou querendo me ver, fui claro, queria dá muito pra ele, afinal não é normal um garoto de 18 anos querer uma coroa como eu que tenho a idade para ser sua mãe.
O encontrei perto do salão mesmo e ele me levou para uma quitinete onde morava.
Já chegamos tirando as roupas e ele caiu de boca na minha buceta e me chupou com vontade.
Gozei muito em sua boca, o garoto era bom de língua e claro, meu cuzinho também foi bem laqueado com seus dedos.
Então não deu tempo de retribui, o garoto queria buceta e meteu, mesmo bem molhadinha sentir uma dorzinha mas logo se transformou em prazer.
Quando gozei o safado foi logo me enrabando, meu cuzinho recebeu aquela pica delicia mas eu gritei e chorei de dor.
Ele não esquentou e continuou a me comer com força, em pouco tempo aquilo estava uma delicia e eu urrava de tesão e pedia mais e mais tudinho no meu cu.
A quanto tempo não levava no cuzinho, como era gostoso e eu gozava dando o cu com vontade.
Suando muito ele disse que ia gozar, me pegou com pressão e encheu meu cuzinho de porra.
Cai quase desfalecida na cama sem forças pra nada.
Ele foi se banhar e eu fiquei curtindo aquele momento gostoso.
Quando voltou estava de pica dura e mesmo eu suada e cheirando porra ele me beijou e socou de novo na minha buceta, que garoto meio touro.
Metemos muito em varias posições e gozei gostoso.
Então o garoto gozou e senti toda sua porra bem quentinha no meu útero.
Precisava de um banho depois disso tudo e fui no banheiro, lá ele me banhou com carinho.
Terminamos e vestir minha roupa, antes de ir embora já na porta ele tirou a pica pra fora e claro, mamei mais uma vez aquela delicia até receber sua porra que engoli tudinho sem deixar cair uma gotinha sequer no carpete.
Fui pra casa como uma menininha que tinha acabado de perder o cabacinho.
Agora só meto com garoto novinhos, adoro cheiro de leite.